Como proteger os aparelhos eletrônicos e a iluminação contra raios e apagões?

SNLbnO8

Sabia que o Brasil é considerado o “país dos raios”? São cerca de 57 MILHÕES DE RAIOS por ano e, além disso, algumas regiões sofrem com problemas de apagão, ocasionados pela escassez de água nos reservatórios.

Mas antes de darmos dicas para que você proteja seus aparelhos e iluminação, cabe esclarecer  que, descargas elétricas na atmosfera causam sobretensão na rede, deixando-a com voltagem acima do normal, percorrendo um longo caminho para encontrar  um local aterrado e nesse trajeto é que os aparelhos são afetados. Já no caso de apagão, o problema não é quando a energia acaba abruptamente e sim quando ela volta, pois é nesse momento que ocorre a sobretensão.

Então anota ai, que a gente vai te ajudar a evitar uma grande dor de cabeça:

LATINO-ANOTANDO-TUDO

– Começou uma tempestade, com muitos raios e trovões: corra e desligue aparelhos sensíveis como TVs, lâmpadas e fontes de computador. Eles sempre estão no caminho dos raios até o ponto de aterramento.

– Em caso de apagão, apesar de a grande maioria dos aparelhos modernos serem preparados para funcionar em voltagens mais altas, é melhor não arriscar. O retorno da energia, apesar de ser rápido, pode dar picos muito mais altos do que os aparelhos podem suportar.

– A linha telefônica em dias de temporal também é um perigo! Desconecte aparelhos telefônicos e modens da linha. Imagino que não preciso nem falar pra você que é perigoso usar o telefone pra contar pra sua tia que tá “mó temporal” lá fora?

tumblr_inline_n5qzrjmazi1s5zkcj

– Verão tá ai, né, moçada? Época em que mais se concentram as tempestades. Melhor deixar tudo desligado quando sair de casa. Mesmo porque a gente nunca sabe quando pode haver um apagão ou desligamento da rede. Desligue aparelhos eletrônicos, deixe a iluminação com os interruptores todos na posição desligado ou desligue diretamente no disjuntor.

– Outra coisa interessante a se fazer, é instalar DPS próximo à caixa de distribuição.  Esse equipamento funciona contra surtos (sim, surtos) na rede elétrica e protege tanto contra raios como variações de tensão.

quadro_distribuicao_copy_2

Ahhhh mas eu não tinha lido as dicas da Promercado e não protegi os meus equipamentos. E agora, José?

Calma, a gente te ajuda!

Em caso de blecaute, independente do motivo, o consumidor tem direito a pedir o ressarcimento referente aos equipamentos danificados. A reclamação deve ser feita em até 90 dias, diretamente na concessionária e o aparelho deve ficar guardado.

Se seu pedido for indeferido, procure o Procon da sua cidade, porque as empresas de energia sempre tentam se eximir da culpa. O Código de defesa do consumidor estabelece que o cliente tenha direito a abatimento na conta de luz em caso de interrupções no fornecimento de energia, isso também é feito diretamente com a concessionária em primeiro momento.

Agora, quanto aos aparelhos danificados pelo temporal, sentimos muito, mas São Pedro é imune às leis de defesa do consumidor. Você vai ter que usar as dicas que nós te demos, pra não correr o risco.

2e74e57b-1cb9-49d3-a682-a2a72f7c3514_dfea405218cd11e3820422000a1f97b5_7

 

Curta a nossa página no Facebook e acesse o nosso site para conhecer a nossa linha de fornecimento.

Teste de eficiência das lâmpadas

O site Manual do Mundo é um daqueles sites que se você não se cuida passa horas ali e perde o emprego (brinks chefia, conheci agora), porque tem muita coisa bacana. Resumindo, é um site de experiências com coisas cotidianas, mas que na maioria das vezes nem sabíamos como funcionavam.

Acontece que, em agosto eles fizeram um vídeo testando a eficiência das lâmpadas. No teste foram usadas: incandescente de 100W (que já não é mais vendida), halógena de 70W, fluorescente de 25W e LED de 9W.

O resultado você que acompanha o blog já sabe né?

As lâmpadas LED têm a mesma eficiência na iluminação, com até 80% de economia de energia, uma durabilidade bem maior e são amigas do meio ambiente, por não conter substâncias nocivas como por exemplo, o mercúrio.

Ah, lembra que nesse texto aqui a gente explicou que o número de Watts não significa qualidade de iluminação? Pois no vídeo ele explica certinho.

Assiste ai que é MUITO legal.

Quer saber mais? Consulte no nosso site. lá você encontra as fichas técnicas das lâmpadas de LED e pode ver a quantidade de lúmens e a equivalência com o sistema antigo.

Você tem certeza que está comprando a lâmpada certa?

Um erro clássico na hora de comprar lâmpadas é escolher a que tem um número maior de Watts achando que isso dará maior luminosidade ao ambiente. Isso é o maior dos enganos e nós explicamos pra você por que.

lampada se batendo

Não é porque a lâmpada consome muito que ela vai iluminar mais e não é porque ela ilumina mais que vai consumir muita energia.

A grande confusão se deve ao fato de que durante muito tempo a lâmpada incandescente reinou absoluta no mercado e o consumidor acostumou a comprar lâmpadas pensando na potência, já que era muito mais cômodo assim. Dessa forma, ainda nos dias de hoje, todos ainda pensam que são os Watts que determinam a qualidade da luz. Porém, eles só indicam a potência, ou seja, o quanto de energia elétrica a lâmpada vai consumir. Com o surgimento dos LEDS e sua difusão, principalmente em tempos de crise energética, uma nova forma de escolha está sendo apresentada ao público. A forma certa.

Para medir a eficiência da iluminação, utilizamos uma unidade de medida conhecida por lúmens, que está relacionada à óptica e descreve o quanto de luz o olho humano percebe.

olho

Ahhh… Não entendi…

Calma que eu explico!

Toda a energia produzida por uma fonte luminosa e visível ao olho humano é chamada de fluxo luminoso. Para medir o fluxo luminoso, usamos uma unidade de medida padrão do Sistema Internacional de Unidades, chamada lúmen (lm), que serve tanto para iluminação incandescente, fluorescente ou LED. É a medida da quantidade de luz visível em um ângulo determinado ou emitido por uma determinada fonte.

Por isso que as lâmpadas de LED conseguem manter a eficiência luminosa, com uma quantidade menor de Watts. Enquanto uma lâmpada incandescente emite de 11 a 16 lúmens por Watt, uma LED chega a emitir entre 70 e 130. Essa informação reforça o que sempre dizemos a respeito da economia que uma lâmpada de LED gera no consumo de energia.

Seu bolso e o planeta agradecem.

lampadas

Quer saber mais? Consulte no nosso site, lá tem as fichas técnicas das lâmpadas de LED. Nelas você pode ver a quantidade de lúmens e a equivalência com o sistema antigo.